segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

FAMÍLIA DE BOLSONARO COGITA CRIAR UM NOVO PARTIDO POLÍTICO


A informação foi publicada pelo jornal O Estado de S.Paulo e confirmada pelo Poder360. No entanto, essa operação não deve ser concluída no meio do processo de tramitação da reforma da Previdência, pois poderia atrapalhar a necessidade de aprovar o projeto. A UDN era 1 partido de centro-direita, anti-getulista, que apoiou o golpe de 1964, mas foi extinto durante o regime militar.

A nova sigla seria responsável pelo projeto político de aglutinar lideranças da direita nacional que se identificam com o liberalismo econômico e com a pauta nacionalista e conservadora, defendida pelos Bolsonaros.

Nas eleições de 2018, a UDN, ainda em formação e sem registro no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), foi 1 dos partidos sondados por interlocutores de Jair Bolsonaro para a disputa pela Presidência. De acordo com o TSE, o novo partido é 1 dos 75 em fase de criação e está em processo de homologação

(Poder 360 Graus)

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

APÓS REUNIÃO, BIBIANO ESTÁ FORA DO GOVERNO BOLSONARO


Após reunião com Gustavo Bebianno acompanhada por ministros e pelo vice, Hamilton Mourão, o presidente Jair Bolsonaro decidiu demitir o outrora aliado da Secretaria-Geral da Presidência, segundo integrantes do Palácio do Planalto.
A saída dele do governo deve ser formalizada na segunda-feira (18), com publicação no Diário Oficial. Bolsonaro teria, inclusive, deixado o ato de exoneração assinado no Planalto nesta sexta (15).
O presidente esteve com Bebianno no início desta noite. A conversa entre os dois teria sido ríspida. A gota d’água, segundo integrantes do Planalto, foi o vazamento de diálogos privados, exclusivos da Presidência, entre Bolsonaro e Bebianno ao site O Antagonista e à revista Veja.
Após a publicação de que o presidente havia sinalizado a aliados que demitiria seu secretário-geral, pessoas próximas ao ministro confirmaram que ele será exonerado e que não há volta na decisão de Bolsonaro.
O ministro comandou o partido durante a campanha de 2018 e, por isso, chancelou a liberação de verbas hoje sob suspeita.
Desde então, a permanência de Bebianno no governo ficou em suspenso. Ele já foi braco direito do presidente e, durante a campanha presidencial, participou como poucos de decisões estratégicas para a disputa.
(Painel, uol)

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

PACOTE ANTICRIME DE MORO PODERÁ FICAR PARA TRÁS

Deputados e integrantes do Judiciário lembram que o badalado pacote anticrime do ministro Sergio Moro (Justiça) pode acabar ficando para trás na fila de projetos que tratam de mudanças na lei para fortalecer o combate ao crime.
Esse grupo lembra que a proposta de Alexandre do Moraes, do STF, por exemplo, chegou ao Congresso em maio de 2018.
Entusiastas da prioridade do ministro ressaltam ainda que pesquisa recente da AMB mostrou amplo apoio a uma das sugestões de Moraes: a criação de colegiados para o julgamento de casos graves, como os vinculados ao crime organizado.
(Painel)

terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS VIRA ALVO DE DISPUTA NA ALEPE


Mesmo depois de fechado o acordo para que o Juntas (PSOL) assuma a presidência da Comissão de Cidadania, Direitos Humanos e Participação Popular, na Assembleia Legislativa (Alepe), surgiu um rumor de que o entendimento não seja respeitado.

Segundo informações de bastidores, a bancada evangélica - representada no colegiado pelos deputados Clarissa Tércio (PSC), Adalto Santos (PSB) e Cleiton Collins (PP) - não estaria satisfeita com a indicação do mandato coletivo psolista para presidir o espaço e se disporia a bater chapa na reunião de instalação que ocorre nesta terça (12).

Responsável por presidir a reunião de instalação, na condição de membro mais votado da comissão, Cleiton Collins reforçou que respeitará o acordo firmado entre oposição e governo, mas disse que ainda desconhece qual é o entendimento, apesar de a indicação do Juntas ter sido divulgada na semana passada.

Tanto Clarissa quanto Collins negaram que houvesse movimento para dar um “golpe” na indicação do Juntas. “Eu abri mão da comissão. Até então, eu acredito que aquilo (golpe) ali foi da imaginação delas”, alega a deputada do PSC. “Não existe acordo, não. Existe uma imposição, o deputado Isaltino (Nascimento) ele nos impôs isso, impôs à oposição. Eu tinha interesse de disputar, sim”, dispara.

A presidência da comissão de Direitos Humanos era vista como um espaço importante para a bancada evangélica. Nesse colegiado, os deputados religiosos têm interesse de passar pautas conservadoras, além de barrar iniciativas da agenda progressista.

"Como, na Comissão de Direitos Humanos, a maioria é evangélico, a gente acredita que a Comissão foi entregue nas mãos de um grupo muito radical, representado pela deputada Jô (Cavalcanti, representante do Juntas no plenário)", afirma Clarissa. O mandato coletivo Juntas foi procurado, mas optou por não se pronunciar.

(Ulysses Gadêlha)

"ENCONTRO" VAI ACABAR E FÁTIMA IRA PARA AS TARDES DA GLOBO


O programa “Encontro”, com Fátima Bernardes, parece estar com seus dias contados. A mudança deve chegar a grade da Globo assim que sua nova programação anual estrar, em abril. Outro programa apresentado por Fernanda Gentil deve ficar no lugar, segundo uma fonte revelou ao TV Fama.
Ainda segundo o programa da RedeTV!, com o fim do “Encontro”, Fátima apresentará um programa durante a tarde, no lugar do Vídeo Show, e que será uma mescla de jornalismo e entretenimento. A chegada da jornalista em um novo horário poderia ser uma forma da emissora atrair novamente os olhos dos telespectadores vespertinos para si. Agora, só resta aguardar!

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

REFORMA DA PREVIDÊNCIA TEM APOIO DE 83% DO CONGRESSO, APONTA PESQUISA


Levantamento realizado pela empresa FSB Pesquisa e divulgado nesta segunda-feira (11), aponta que a reforma da Previdência é aprovada por 83% dos congressistas. A pesquisa foi encomendada pelo BTG Pactual e entrevistou entrevistou 253 deputados federais e 27 senadores no período de 4 a 8 de fevereiro.

A amostra foi controlada e ponderada conforme a distribuição por partido das cadeiras no Congresso Nacional e foi realizada por telefone ou presencialmente. O instituto realiza estudos de opinião no Congresso desde 2008.

Entre senadores, a taxa de aprovação da reforma é de 89%; com deputados, 82%. Dentre os 10 maiores partidos, aqueles cujos congressistas mais apoiam a medida são o PP e o PSDB, com 100%, e o MDB, com 95%. O PT tem a menor taxa de aprovação: 37%.

TRABALHADORES RURAIS

A maior parte dos congressistas (71%) diz apoiar regras diferentes para aposentados rurais e urbanos. A igualdade de condições tem o apoio de 21% dos entrevistados. A inclusão dos militares na reforma da Previdência é apoiada por 84% dos congressistas, e 9% são contra.

Já o regime de capitalização na Previdência, modelo no qual o trabalhador poupa numa conta individual para a sua aposentadoria, conta com o apoio de 48% dos parlamentares e é rejeitado por 27% deles. Entre os novatos, a maioria (52%) é favorável à proposta, enquanto na amostra dos congressistas reeleitos, a capitalização tem o apoio de 43%. Na opinião de 70% dos entrevistados, o Congresso Nacional irá aprovar a reforma ainda em 2019, apontou a pesquisa.

(JC Online)

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

INCÊNDIO NO CENTRO DE TREINAMENTO DO FLAMENGO DEIXA DEZ MORTOS


O Flamengo amanheceu de luto nesta sexta-feira com um trágico incêndio que atingiu o Ninho do Urubu, centro de treinamento do clube rubro-negro localizado em Vargem Grande, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.
Segundo o corpo de bombeiros, 10 pessoas morreram, sendo seis jogadores das categorias de base do Flamengo e quatro funcionários do clube, enquanto outras três ficaram feridas – um deles em estado gravíssimo. Todos os jovens foram levados para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra.
A relação preliminar dos mortos, entre atletas e funcionários, é essa: Arthur Vinicius, Athila Paixão, Bernardo Piseta, Christian Esmério, Gedson Santos, Pablo Henrique, Samuel Thomas, Victor Isaías, Jorge Eduardo e Kykelmo de Souza Vianna.
Já os garotos que foram hospitalizados são Cauan Emanuel Gomes Nunes, de 14 anos, Francisco Diogo Bento Alves, de 15 anos, e Jonathan Cruz Ventura, também de 15 anos. Este último em situação bastante crítica.
A instalação do Ninho do Urubu devastada pelo fogo abrigava atletas entre 14 e 17 anos de idade. Eles dormiam quando o incêndio começou, por volta das 5h da manhã.
"A gente tem o local, que é o alojamento, onde os jogadores da base do Flamengo dormiam. A identificação das vítimas é feita posteriormente pela Polícia Civil", disse o tenente coronel Douglas, do Corpo de Bombeiros, em entrevista à TV Globo.
As chamas foram controladas às 7h20 e ainda não se sabe o que causou o incêndio.

(Blog do Magno)

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

BOLSONARO TEM NOVA FEBRE E MÉDICOS DETECTAM PNEUMONIA, DIZ BOLETIM


Internado há 11 dias, o presidente Jair Bolsonaro voltou a ter febre na noite de quarta-feira (7) e uma tomografia detectou pneumonia.

"Apresentou, ontem à noite, episódio isolado de febre sem outros sintomas associados, foi submetido à tomografia de tórax e abdome que evidenciou boa evolução do quadro intestinal e imagem compatível com pneumonia", diz boletim médico divulgado nesta quinta-feira (7).

Bolsonaro está internado há 11 dias no hospital Albert Einstein, em São Paulo. Ele permanece em uma unidade semi-intensiva.

A detecção de pneumonia fez com que os médicos fizessem ajustes para ampliar o tratamento com antibióticos, iniciado no domingo (3), quando ele teve febre pela primeira vez desde que foi submetido a uma cirurgia de reconstrução de trânsito intestinal na segunda (28).

porta-voz da Presidência, general Otávio Rêgo Barros, disse que a febre foi em torno de 38 graus e que exames médicos destacaram a possibilidade de infecção viral.

O boletim informou ainda que o presidente está "sem dor, com sonda nasogástrica, dreno no abdômen e recebendo líquidos por via oral em associação à nutrição parenteral".

Nesta quinta, ele caminhou pelo corredor e realizou exercícios respiratórios.

Os médicos ainda não têm previsão de alta e as visitas seguem restritas apenas a familiares.

(FolhaPress)

SEM TER O QUE FAZER: VEREADORES ESTUDAM MUDAR NOME DE AVENIDA EM CAPOEIRAS


Na sessão plenária da Câmara de vereadores de Capoeiras, no dia (29) de Janeiro, a vereadora Carla Rodrigues informou que pretende apresentar nos próximos dias um projeto de lei propondo a mudança de nome da Avenida 31 de Março, para Avenina José Valtaso de Macedo. A vereadora usa como justificativa homenagear o Ex-prefeito Valter Elias que morou na Avenida e por não simpatizar com a data 31 de Março.

Que o saudoso Ex-prefeito Valter Elias merece ser homenageado, isso é público e notório, e não apenas com o seu nome em uma Rua ou Avenida, mais sim em um prédio público de grande importância, lhe fazendo jus aos relevantes serviços prestados ao município.

Diante de tantas atribuições que cabem aos vereadores, em vez de buscarem fiscalizar os órgãos municipais, acompanhar a aplicação dos recursos e cobrar melhorias para a população, aparece uma parlamentar preocupada em mudar o nome de uma Avenida, vejam a que ponto chegamos. Senhores vereadores, vocês deveriam procurar mais o que fazer.