terça-feira, 23 de outubro de 2018

PERNAMBUCO TEM O MELHOR SALDO DE EMPREGO EM 12 MESES

Impulsionado pela indústria da transformação, o Estado conseguiu criar mais vagas no mês de setembro (JC Online)

O mercado de trabalho registrou em setembro o melhor mês desde que o País entrou em recessão, em 2014. As empresas aceleraram as contratações para o fim do ano e impulsionaram a criação de 137,3 mil vagas com carteira assinada no mês passado, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho divulgados ontem. O número é 299% superior ao do mesmo mês do ano passado.

O presidente Michel Temer comemorou o resultado em vídeo em rede social ao lado do ministro do Trabalho, Caio Vieira de Mello. Com o resultado de setembro, o saldo nos primeiros nove meses do ano é positivo em 719 mil vagas, uma alta de 1,9% na comparação com o mesmo período do ano passado. Para especialistas, o resultado de setembro reforça a percepção de que a recuperação do mercado de trabalho é cada vez mais generalizada.

O bom desempenho também foi sentido em Pernambuco de acordo com o Caged. No Estado, foram criadas 21.414 vagas, um saldo no mês (contratações menos demissões) melhor que o resultado no ano (14.560) e em 12 meses (15.961). Em Pernambuco a indústria da transformação foi o setor que mais contribuiu, criando 9.724 em setembro, seguida da agropecuária (8.137) e serviços (2.659). Sirinhaém, com um incremento de 56,7% em relação a agosto (saldo de 2.625) foi o município que mais criou vagas. Foi seguido de Petrolina, Ipojuca, Vitória de Santo Antão e Recife.

No Brasil, o melhor desempenho foi o do setor de serviços, que criou 60,9 mil vagas no mês passado. Em seguida, aparecem indústria de transformação (+37,4 mil vagas), comércio (+26,6 mil vagas), construção civil (+12,4 mil), serviços industriais de utilidade pública (+ 1 mil), administração pública (+954 vagas) e extrativa mineral (+403 vagas). O único setor que eliminou vagas foi a agropecuária, com 2,6 mil vagas a menos no mês.

Nenhum comentário:

Postar um comentário